setembro 2003


Eu sou livre prá adorar; eu sou livre prá dançar

Projeto do Vaticano quer proibir “abusos litúrgicos” nas missas como aplausos e danças

O Vaticano prepara-se para investir contra o que eles consideram de “abusos litúrgicos” nas missas. Entre esses abusos estão danças e aplausos na igreja, e a preferência de coroinhas meninos a meninas.

De acordo com a revista “Jesus”, da Igreja Católica da Itália, o projeto do documento pede aos fiéis que avisem seus bispos ou mesmo o Vaticano quando suspeitarem de abusos. A revista divulgou um resumo do texto, que publicará em sua edição de outubro.

As informações divulgadas por alguns meios de comunicação italianos dizem que as primeiras reações ao projeto foram negativas.

O projeto também desaconselha o uso de textos não-litúrgicos nas missas, como poemas laicos.

Isto me lembra a posição de Mical quando criticou a Davi por ter dançado efusivamente ao Senhor. Aliás, como será que eles vêem esta adoração ardorosa de Davi?

Preparado para o Arrebatamento?


Crusioedade

De aorcdo com uma pqsieusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as lrteas de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma ttaol bçguana que vcoê pdoe anida ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não lmeos cdaa lrtea isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo. Vdaerde!

Retiro – Tremendo

Este primeiro retiro dos Jovens foi algo impressionante. Deus, literalmente, presenteou aqueles jovens de uma forma maravilhosa. Por estar fazendo pós-graduação, não pude estar na sexta à noite e nem no sábado pela manha, só cheguei na chácara no sábado à tarde. Os comentários do pessoal já começaram a preparar o meu espírito para o que estava acontecendo ali. A Juliana e o Felipe dirigiram o louvor na sexta e no sábado com uma autoridade sem precedentes na vida deles. O Felipe, especialmente, foi muito usado por Deus com músicas espontâneas e canções proféticas. Deus está preparando algo muito especial para este jovem. À noite participei do louvor, mas a direção ficou a cargo dos dois. Foi tremendo o que aconteceu ali. Deus preparou uma mesa especialmente para os jovens e eles foram presenteados naquela noite. O Papi pediu ao ministério de música que não ministrasse músicas conhecidas, mas cânticos vindos do Trono do Senhor e muitas palavras vieram através da música. O Papi disse que nós estaríamos recebendo palavras específicas para os jovens e que estas palavras seriam presentes liberados pelo Senhor. E quando viessem estas palavras, nós deveríamos entregá-las em forma de cânticos. Inacreditável o que aconteceu. Começaram a fluir palavras de libertação, de conhecimento, de cura, de aceitação, de amor. Estávamos ministrando e havia um rapaz um tanto quanto apático, olhando o que acontecia. Parecia até assustado, observando a alegria dos outros. E veio ao meu espírito para que eu ministrasse libertação de vícios. E comecei a entoar um cântico ministrando libertação de vícios como televisão, internet, álcool, fumo. E o rapaz me olhando fixamente. Veio-me a palavra droga. Eu hesitei e fiquei receoso de usá-la. Mas a ordem do espírito foi mais forte e comecei a ministrar o que o Senhor me dizia: “Você está sendo liberto neste momento do vício das drogas.” Quando ouviu isto, o rapaz explodiu em um brado e começou a pular, a dançar e a gritar de plenos pulmões: “Eu recebo! Eu recebo!”

Me veio um temor ao coração, mas ao mesmo tempo uma alegria em saber que o Senhor estava respondendo ao anseio daquele rapaz, e não só dele, mas de todos aqueles que ali estavam buscando uma maior comunhão com Deus. Não uma comunhão superficial, mas aquela comunhão que um dia Adão experimentou lá no paraíso.

No domingo pela manhã o Peter, de Campo Largo, ministrou sobre adoração e foi maravilhoso também. Ele trouxe as meninas que fazem o louvor em Campo Largo e, sinceramente, fiquei emocionado em vê-las ministrando o louvor. Eu fui uma das pessoas que mais esteve ministrando o louvor lá em Campo Largo bem no início, quando eles estavam começando os trabalhos da ABBA de Campo largo. E vê-las ali, ministrando, com unção, autoridade, poder e alegria foi algo muito especial. Como sempre, a palavra trazida pelo Peter foi impactante e nos levou a uma nova dimensão na área de adoração e ministração ao Senhor.

Paralelamente, durante todo o retiro ocorreu um relógio de ministração ao Senhor, onde, durante todas as horas do dia e da noite, havia alguém ministrando louvor ao Senhor. Sempre tinha alguém com um violão ou teclado adorando ao Senhor e os jovens vinham àquela sala e se colocavam inteiramente aos pés do Senhor adorando-o em espírito e em verdade. Indescritível.

Bom, no próximo final de semana temos o segundo retiro dos jovens e, certamente, Deus estará nos presenteando muito mais ainda com sua glória e poder.

Obrigado Senhor, pelo que Tu fazes por e em nós.

The Passion

O novo filme de Mel Gibson vai dar o que falar. Dê uma olhada no trailler:

The Passion