LOUVAR A DEUS

O propósito da existência da igreja é glorificar a Trindade

(Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo) através do

louvor do povo de Deus, na comunhão dos fieis, na

proclamação da palavra e no serviço à humanidade.

Louvar a

Deus envolve dois momentos distintos em nossas vidas.

O louvor acontece primeiro em nossas vidas durante o

decorrer da semana. Ele é demonstrado através da nossa

missão no mundo e através do nosso compromisso de vida com o

reino de Deus.

“Em tudo dai graças”, é o mandamento bíblico

e deve fazer parte do nosso dia a dia.

Devemos dar graças

nas coisas que julgamos mais simples (pão, ar que

respiramos, a casa em que moramos, o transporte) e devemos

dar graças até mesmo nas situações mais difíceis (doença, na

dor e na aflição).

Quando o povo de Deus, a igreja, não está

reunido no templo, mas disperso pela cidade, pelas ruas, ele

deve caminhar louvando a Deus com as suas ações, cumprindo a

sua missão de glorificar o Filho de Deus.

O segundo momento do louvor a Deus acontece quando nos

reunimos no templo para prestarmos a Deus um culto de

gratidão a ele por tudo o que aconteceu conosco durante a

semana que passou.

Cada fiel trará as suas experiências,

lutas, derrotas e vitórias para compartilhar com os outros.

O culto passa então a ter um sentido de celebração.

Celebramos um Deus vivo e atuante em nós e no mundo.

Celebramos porque Deus agiu.

Louvor é a expressão total do nosso ser a Deus.

Louvor é

viver e cantar, é caminhar e agir.

É demonstrar que Deus é

Senhor absoluto de tudo em nós.

Louvor é uma atitude de

permanente gratidão a Deus não importando as circunstâncias

que se está vivendo.

Louvor liberta das amarguras e

principalmente da depressão e angústia da alma.

Louvor faz

bem ao coração e ao espírito