Oração e espera por uma Bíblia

Veja a perseverança de uma família chinesa enquanto espera Deus atender seu pedido por uma Bíblia

Hoje, há milhares de igrejas rurais que não estão ligadas a grandes redes de igrejas domésticas, o que dificulta ainda mais para conseguirem as Escrituras. Esta história verídica ilustra a tremenda necessidade de Bíblias na China. O valor do testemunho de um cristão Durante a Revolução Cultural, meu avô foi condenado e enviado para um campo de trabalhos forçados, onde conheceu um pastor. Meu avô conviveu com este pastor e converteu-se ao cristianismo após a morte do pastor, porque, segundo ele, nunca tinha visto um homem morrer tão lindamente.

Ele contava que os presos sempre abusavam desse pastor. Todos os dias, ele era espancado e humilhado em assembléias nas quais umas oitenta pessoas gritavam: porco capitalista? e ?crente idiota que acredita em mitos?. Mas, ?Ele apenas sorria serenamente?, disse meu avô. Trabalhar junto com ele nos campos deu ao meu avô a oportunidade de conversar e compartilhar por horas e horas com aquele pobre homem rejeitado totalmente.

Meu avô e o pastor dormiam no mesmo beliche. O pastor repetia para si mesmo as Escrituras o dia todo, e à noite cantava hinos antes de dormir, mas em voz baixa, para não incomodar os outros. Acabou morrendo devido a um grave distúrbio intestinal, mas cantou sem parar, enquanto morria.

?Ele nunca deixou de cantar?, contou o meu avô. ?Momentos antes de sua morte, ele disse: Estou indo para um lugar muito bonito?. Meu avô viu um semblante de regozijo na face do pastor ao morrer e ficou impressionado o resto de sua vida. Ele tinha sido soldado e havia visto muitos homens morrerem. Mas, nenhum como esse. Todas as noites, ao dormir, parecia que o som dos hinos vinham da cama logo abaixo. Ele olhava para baixo e via apenas uma cama vaga.

Não demorou muito para que ele se convertesse ao Senhor.

O que é Bíblia?

Meu avô tinha uma memória surpreendente. Após sua libertação do campo de trabalhos forçados, outros membros da família vieram juntar-se a ele na Província de Gansu. Foi quando ele os ensinou sobre Cristo a partir de trechos de versículos que havia aprendido com o pastor. Éramos muito pobres e vivíamos num vilarejo isolado. Tirávamos nossa água de um poço e comíamos somente arroz e vegetais. Carne, nunca. Algumas famílias do vilarejo tinham galinhas, mas isso era tudo.

Nossa igreja tinha somente vinte e poucos membros, todos parentes. Em 1995, meu avô reuniu-nos ao ar livre, pois nenhuma das nossas casas era grande o suficiente para nos acomodar. Disse que tinha más notícias. ?Tenho falado de Cristo a vocês há mais de quinze anos a partir das lembranças do pastor que morreu. Mas, preciso dizer-lhes agora: não tenho mais nada a ensinar a vocês. Decorei cerca de quinhentos versos das Escrituras, que o pastor me ensinou, e os repassei a vocês centenas de vezes desde então. Chegou a hora de encontrarmos o restante dos textos sagrados?.

Todos nós nos entreolhamos. Isso pareceu impossível. Nem sequer sabíamos que o que estávamos procurando chamava-se ?Bíblia?. Achávamos que havia milhares de Escrituras diferentes, espalhadas. Perguntamos a ele: ?Mas quem vai achar esses textos?? Ele respondeu: ?Deus. Por isso precisamos orar?.

Nós oramos…e oramos…e oramos. Oramos durante dois anos. Não aconteceu nada. Se não fosse a fé do meu avô, eu penso que alguns de nós teriam desistido e mudado de religião. Mas, ele era firme: ?Deus está nos provando para ver se somos realmente dele. Precisamos continuar crendo e mantendo-nos fiéis?.

Num domingo, quando alguns de nós orávamos, uma galinha entrou em nossa casa. Ela fez um barulho enorme e, então, botou um ovo. Não sabíamos de onde ela tinha vindo, já que bem poucos de nós no vilarejo tinham galinhas. Assim, meu avô amarrou dinheiro à perna da galinha, em pagamento pelo ovo. Eram apenas dez centavos. Apostávamos que a galinha voltaria ao dono.

Menos de uma hora depois ouviu-se um grande grito na rua. Alguém estava berrando: ?Quem amarrou dinheiro na minha galinha?? Meu avô respondeu sem hesitar: ?Fui eu?. O homem entrou em nossa casa, nós o reconhecemos. Mas, um outro homem bem vestido o seguia e disse: ?Eu sou membro do alto escalão do Partido Comunista em Pequim?. Nossos corações tremeram. O que ele faria? ?Nunca ouvi falar sobre tal honestidade em toda a minha vida. Isso é impressionante?, exclamou ele.

Então voltou-se para o meu avô e disse: ?O meu governo necessita desesperadamente do seu espírito de honestidade. Se houvesse mais pessoas como o senhor na China! Diga-me, o que o faz tão honesto?? Meu avô respondeu-lhe em duas palavras: ?Jesus Cristo!?

O oficial pareceu sorrir para si mesmo e então perguntou: ?Posso fazer alguma coisa pelo senhor?? O meu avô, com a intrepidez de uma longa vida, disse: ?Gostaríamos de encontrar os textos sagrados de Cristo!? O oficial olhou admirado para ele: ?O que o senhor quer dizer com ?textos sagrados?? O senhor não quer dizer a Bíblia?? Foi um oficial comunista que nos explicou o que era uma Bíblia.

Novamente a coragem do meu avô me fez cambalear. Ele perguntou ao oficial: ?O senhor pode ajudar-nos a obter um exemplar?? O oficial sorriu, agora abertamente. Ele não prometeu, mas disse simplesmente: ?Vou ver o que posso fazer?.

Deus usou um oficial do governo

O oficial voltou para Pequim, mas nada aconteceu. Passaram-se meses. Continuamos a orar. Então, no outono de 1998, apareceu um jovem no vilarejo procurando por nós. Nós o recebemos e ele tirou da sua enorme bagagem sete Bíblias novinhas em folha. Uma delas era impressa em letras grandes para o meu avô.

Perguntamos: ?Como você sabia como chegar até nós?? Ele disse: ?Faço parte de uma rede de igrejas domésticas, e um dos nossos líderes foi preso em Pequim ano passado. Mas, quando estava na prisão, foi visitado por um alto oficial, tio de um policial que era responsável pela sua prisão. O oficial disse: ?Se eu o deixar ir, você promete entregar uma Bíblia a um senhor e sua família em Gansu?? Nosso líder prometeu que o faria. Ele foi solto no dia seguinte e recebeu um pedaço de papel com o endereço do seu avô.?

Deus é fiel e sempre nos surpreende. Aleluia!

Revista Portas Abertas

Anúncios